Páginas

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

De férias de tudo menos de mim!

"E foi quase inevitável não comparar esse calor de dentro, com o sol.
 Sento comigo para sentir. 
Porque tenho vontade. 
De mim. 
Nada parecido com egoísmo. 
É só pra me ver melhor. 
Sento e escuto qualquer coisa que fale de amor. 
Quero contar.
 Me contar. 
Um som de infinito junto com vontade de dança. 
Coisas minhas. 
Tão minhas. 
Hoje eu sei, que não me canso de ser. 
De reparar sorrisos, um exagero que acalma. 
A vida me joga pra rua num rodopio.
 Eu acho bonito e gosto. 
E vou com gosto de alegria. 
Sou de-cor. Dança. Vontade. Lápis. Papel. Música. Pensamento. Atitude. Cheiro. Loucura. Poesia. Alegria. 
E muito mais.
 Foi nessa trigésima sétima primavera.
 Eu tive de fato uma primavera. 
Em plena primavera, encantada. 
Uma mudança de estação.
 Que chega sem calendário, sem licença e faz meus dias uma música sem fim!"
Ana jácomo

Um comentário:

  1. Os textos lindos de seeempre!
    Adoro!!!!!!
    Mil beeijos,
    Kaká Flor

    ResponderExcluir